cremosescreva • contribua

Blog

CasamentoMeio século de casamento: 50 (mil) razões para continuar casado

Meio século de casamento: 50 (mil) razões para continuar casado

Quando vemos um casal festejar as suas Bodas de Ouro, temos frequentemente uma sensação de finitude: “Eles chegaram lá!”. Já não se espera muito mais deles…

Aconteceu connosco: eu e o Henrique completámos 50 anos de casados no passado dia 19 de Setembro (ainda parece estranho constatar o facto). No entanto, ainda cá estamos e tencionamos continuar, enquanto Deus o permitir.

 

Há sempre umas razões práticas para não desistir:

  • Fazer valer a pena o investimento que fizemos nas Bodas de Ouro…
  • Afinal estamos muito melhor nas fotos que nas de há 50 anos…
  • Fazer ver aos divorciados que é possível permanecer casado…
  • Ter sempre alguém com quem passear à beira-mar, ver o filme da tarde na TV e até com quem rabujar…

 

A Bíblia não se refere muito a casamentos longos, mas traz-nos interessantes surpresas em pelo menos dois deles:

 

Visitou o Senhor a Sara, como lhe dissera, e o Senhor cumpriu o que lhe havia prometido.

Sara concebeu e deu à luz um filho a Abraão na sua velhice, no tempo determinado, de que Deus lhe falara.

Ao filho que lhe nasceu, que Sara lhe dera à luz, pôs Abraão o nome de Isaque.

Abraão circuncidou a seu filho Isaque, quando este era de oito dias, segundo Deus lhe havia ordenado.

Tinha Abraão cem anos, quando lhe nasceu Isaque, seu filho.

E disse Sara: Deus me deu motivo de riso; e todo aquele que ouvir isso vai rir-se juntamente comigo.

E acrescentou: Quem teria dito a Abraão que Sara amamentaria um filho? Pois na sua velhice lhe dei um filho.” – Génesis 21:1-7

 

Não sabemos por que razão Deus decidiu dar um filho a um casal idoso e os fez esperar tanto tempo depois da promessa! Porque não na sua juventude? Neste caso, é evidente o milagre que é o nascimento de Isaque, nascido de uma mulher estéril e já muito idosa. Deus mostra que a fertilidade humana está inteiramente nas Suas mãos e que o factor idade que tanto impressiona os humanos lhe é totalmente indiferente.

 

“Nos dias de Herodes, rei da Judeia, houve um sacerdote chamado Zacarias, do turno de Abias. Sua mulher era das filhas de Arão e se chamava Isabel.

Ambos eram justos diante de Deus, vivendo irrepreensivelmente em todos os preceitos e mandamentos do Senhor.

E não tinham filhos, porque Isabel era estéril, sendo eles avançados em dias. (…)

A Isabel cumpriu-se o tempo de dar à luz, e teve um filho.

(…)

Todos os que as ouviram guardavam-nas no coração, dizendo: Que virá a ser, pois, este menino? E a mão do Senhor estava com ele.” – Lucas 1

 

O mesmo milagre acontece na vida do sacerdote Zacarias e na de sua mulher Isabel, “sendo eles avançados em dias”. De novo o impossível abre caminho para a vinda do Precursor do Messias, João Baptista.

Nós, homens e mulheres com a bênção da longevidade no casamento não esperamos certamente este tipo de milagres que vemos na Bíblia.

Mas o Senhor dá-nos um tempo em que somos abençoados vendo a renovação das gerações: filhos, netos, bisnetos até, quem sabe?

Temos a missão de representar tudo quanto Deus tem realizado connosco, através dos nossos tempos, para com as novas gerações no nosso colo, à nossa mesa, no nosso carro, no nosso coração.

Que Ele esteja connosco em cada dia com que nos presentear e nos permita continuar ao Seu serviço.

Escrito por -

Eunice Cavaco, 72 anos, professora aposentada, casada com o Henrique, mãe da Rute, do Tiago e da Sara, sogra do Alessandro, da Ana Rute e do Nuno, avó da Maria, Joana, Marta, Rebeca, Joaquim, Júlia, Josué, Caleb, Luísa, José, Teresa e Vitória. Membro da Igreja Baptista de Queluz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Discípulas de Jesus de diferentes denominações da fé protestante com o propósito comum de viver para a glória de Deus.
Social