Servir é ser livre

Jesus sabia que o Pai havia colocado todas as coisas debaixo do seu poder, e que viera de Deus e estava voltando para Deus; assim, levantou-se da mesa, tirou sua capa e colocou uma toalha em volta da cintura. Depois disso, derramou água numa bacia e começou a lavar os pés dos seus discípulos, enxugando-os com a toalha que estava em sua cintura. João 13.3-5

O maior de todos os homens, a criação perfeita que manifesta Deus em meio à humanidade, Jesus Cristo. O Messias Rei se ajoelha e lava os pés dos pescadores que o acompanham. Enrolado em uma toalha, ele esfrega os dedos calosos e usados de seus discípulos, inclusive do homem que o trairia por algumas moedas de prata dali algumas horas.

Cristo, com seus olhos ternos, chora pelas dores passageiras. Pela perda de um irmão, mesmo sabendo que este logo voltaria (João 11:32-35). Seu coração não é indiferente às coisas que entristecem àqueles pelos quais ele derramaria seu sangue.

Quanta autoridade cabe em seus atos de serviço e bondade! Que senhorio em seus joelhos curvados diante de homens rudes, simples pescadores. É possível conter a eternidade nas lágrimas de quem a criou?

O Cristo que usou a coroa de espinhos é o mesmo que trouxe à existência e sustenta todas as coisas.

Jesus Nazareno, em minha cozinha, conversa comigo enquanto enxugo pratos e dobro meias. Me ensina quem sou enquanto me preocupo com outros. Se meu olhar permanece em mim mesma, já não consigo entender por que sou. Mas se olho para Cristo e para meus irmãos, entendendo que servir é ser livre.

As necessidades dos outros me ensinam as peças que faltam em meu coração e que só o amor de Jesus pode completar. Abundante e tremendo, um amor que é incapaz de ser contido pelas paredes de um ego amargurado.

Que meu coração enganoso se curve pelos lombos cansados dos irmãos de perto e de longe. Que meus joelhos se encontrem sempre dobrados, em oração, em servir, em lavar os pés de outros pecadores, como eu. Nas minhas mãos, as marcas de quem não mediu esforços para fazer o Criador sorrir.

Pois bem, se eu, sendo Senhor e Mestre de vocês, lavei-lhes os pés, vocês também devem lavar os pés uns dos outros. Eu lhes dei o exemplo, para que vocês façam como lhes fiz. Digo-lhes verdadeiramente que nenhum escravo é maior do que o seu senhor, como também nenhum mensageiro é maior do que aquele que o enviou. Agora que vocês sabem estas coisas, felizes serão se as praticarem”. João 13:14-17

E você, o que acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s