Laranjas podres no meio da igreja

Você certamente já ouviu falar na expressão “laranja podre”.  Ela traduz a ideia de contaminação. Bem sabemos que uma laranja podre pode apodrecer facilmente todas as outras ao seu redor! Muitas vezes nós podemos agir como uma “laranja podre” no meio da igreja, a medida em que levamos os nossos irmãos a pecarem. Em Efésios 5, vemos Paulo exortando ao povo de Deus sobre esse assunto:

Entre vocês não deve haver nem sequer menção de imoralidade sexual nem de qualquer espécie de impureza nem de cobiça; pois estas coisas não são próprias para os santos. Não haja obscenidade nem conversas tolas nem gracejos imorais, que são inconvenientes, mas, ao invés disso, ação de graças.
Efésios 5.3-4

Perceba o padrão de santidade de Deus nesse trecho. Existem pecados que não devem ser sequer mencionados entre a igreja de Cristo, pois o propósito da igreja é a edificação dos santos. Sempre, e especialmente quando estamos com os nossos irmãos, independente do local, temos que avaliar se estamos honrando a Deus com nossos lábios e edificando uns aos outros.

De acordo com os versículos acima, esses são os pecados que não devem ser mencionados: imoralidade sexual, impureza, cobiça, obscenidade e conversas tolas.  A imoralidade sexual está relacionada ao adultério, homossexualismo, fornicação, cobiça sexual, pensamentos impuros. O pecado da impureza são palavras imorais. A cobiça é o desejo pelo que os outros são ou têm. A obscenidade e conversas tolas seriam bobagens, palavrões, piadas maliciosas e conteúdos de duplo sentido. Conversas com esse teor não convêm aos santos!

Com a língua bendizemos ao Senhor e Pai, e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus. Da mesma boca procedem bênção e maldição. Meus irmãos, não pode ser assim!
Tiago 3.9-10

A boca fala do que está cheio o coração, certo?! Então, temos que ser zelosas com o que falamos, porque além de pecarmos contra Deus, podemos levar outros a pecarem também. E o efeito da “laranja podre” começa a se espalhar entre a igreja de Cristo.

Assim também, a língua é um fogo; é um mundo de iniquidade. Colocada entre os membros do nosso corpo, contamina a pessoa por inteiro, incendeia todo o curso de sua vida, sendo ela mesma incendiada pelo inferno.
Tiago 3.6

A língua pode nos contaminar inteiramente. Deus não quer que usemos a nossa língua como uma ferramenta maligna, antes, ele espera que vivamos em ação de graça. Viver em ação de graça é viver o contentamento. É alegrar-se plenamente com a vontade de Deus. Aquele que se contenta com a vontade de Deus não irá cobiçar, pois se alegra com o que Deus lhe deu. O que vive em ação de graça não irá falar obscenidades, palavras vãs, porque é cheio do Espírito Santo.

Não se embriaguem com vinho, que leva à libertinagem, mas deixem-se encher pelo Espírito, falando entre si com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando e louvando de coração ao Senhor, dando graças constantemente a Deus Pai por todas as coisas, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo.
Efésios 5.18-20

A Bíblia nos ensina que se nós mencionamos esses pecados entre nossos irmãos como tema de conversa banal estamos desobedecendo a Deus. Insistir nessas práticas trás a ira dele sobre nós.

Ninguém os engane com palavras tolas, pois é por causa dessas coisas que a ira de Deus vem sobre os que vivem na desobediência.
Efésios 5.6

Que Deus nos ajude a edificarmos a igreja de Cristo. Que tenhamos sabedoria no agir, mortificando os nossos pecados e também no falar, alegrando-nos plenamente na vontade de Deus para não sermos “laranjas podres”.

 

E você, o que acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s