cremosescreva • contribua

Blog

Eu sou Pedro

Eu sou Pedro

Eu sou Pedro, o impulsivo.
Todos os dias, oro “Senhor, manda-me andar pelas águas e eu andarei!”. Ora, se foi o Senhor que me ordenou, Ele me sustentará! E todos os dias, pulo apaixonadamente do barco em meio às tempestades.
Eu sou Pedro, o confiante.
Sou confiante em minha fé até o momento em que sinto a fria mordida do vento na pele e o ondular violento do mar sob meus pés. Sou firme até o mundo me apertar, até eu perceber em horror a loucura de ter acreditado ser possível andar sobre as águas.
Eu sou Pedro, o vacilante.
Horrorizada, eu afundo. Começo a lutar com meus próprios braços, jogo-os ao alto e clamo: “Senhor, não tenho forças para fazer o que me pedes! Senhor, não te importas? Senhor, salva-me!” Questiono a bondade do meu Deus. Questiono sua própria sanidade.
Eu sou Pedro, o fraco.
Afundo, porque meu sonho de grandeza rapidamente foi engalfinhado pela tempestade, pela dificuldade de enfrentar meus próprios pecados, pela tribulação que envolve obedecer ao Mestre. Pai, como dói! Como é difícil! Como é impossível! Não percebes como sou pequena e fraca?
Eu sou Pedro, o envergonhado.
Vivo o drama dia após dia. O Senhor chama, eu obedeço, eu duvido, eu afundo, eu clamo e Ele me salva. Dia após dia, o Bom Mestre me questiona: “Tu me amas?”. Dia após dia, Ele me pergunta: “Por que duvidaste?”. Dia após dia, sinto profunda tristeza e humilhação pela necessidade de ouvir tais questionamentos.
Eu sou Pedro, o amado.
Afinal, quem sou eu para que o Senhor me ouça cada vez que afundo? Quem sou para que o Senhor me questione com o objetivo de sondar meu coração? Quem derrama amor naquilo em que não ama? Quem corrige pacientemente ao que não se presta afeto?
Eu sou Pedro com propósito.
Tenho o propósito diário de confiar em Cristo, não em mim mesmo, tampouco na minha fé. Maldito o homem que confia no homem! Maldito o homem que acredita que sequer um passo na água depende dele mesmo. Tenho o propósito de perseverar nEle. Porque Ele não é somente meu Fim, mas o Meio.
Eu sou Pedro e um dia não conhecerei mais a angústia do fracasso e a vergonha do meu pecado.

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Discípulas de Jesus de diferentes denominações da fé protestante com o propósito comum de viver para a glória de Deus.
Social